Os três patetas...

O inquérito do Gaeco, que fez com que o falso pastor Gilmar Olarte, quando ainda no exercício ilegítimo do cargo de prefeito de Campo Grande, fosse denunciado nos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e estelionato, não permite dúvidas com relação ao "Golpe Político" em Campo Grande.
As provas são robustas, esclarecedoras e flagrantes.
Acreditando na impunidade e na força do dinheiro, os pilantras foram deixando rastros e a situação se tornou insustentável, culminando com o afastamento do impostor pelo TJ/MS. Felizmente, numa divina coincidência, no mesmo dia, o mesmo TJ, num outro processo, restabeleceu a eficácia de uma liminar concedida pelo juiz David de Oliveira Gomes Filho, e o prefeito Alcides Bernal foi reconduzido ao cargo.
Caso isto não tivesse acontecido, dai o uso da expressão "divina coincidência", quem assumiria o cargo seria o presidente da Câmara Municipal, ora ocupada pelo encapetado vereador Flávio Cesar.
Numa outra matéria, sob o título "Flávio Cesar e a ausência de condições éticas e morais para presidir a Câmara Municipal de Campo Grande" (veja aqui), demonstro que este sujeito representa um grande risco para a sociedade de Campo Grande. 
Sua participação no golpe está evidenciada. E, pior, ele continua diariamente a conspirar contra Campo Grande. 
Vale lembrar que, uma conversa monitorada com autorização judicial, entre o pastor e o presidente do PT do B - partido de Flavio Cesar e dos vereadores Otavio Trad e Eduardo Romero - é elucidativa no sentido do troca-troca efetivado. Dinheiro, cargos e outras benesses em troca do voto pela cassação do prefeito eleito com a maior votação da história da cidade.
Chamados a depor na polícia, os três patetas prestaram três depoimentos exatamente idênticos, demonstrando que tudo havia sido combinado.
Só não imaginavam que estavam sendo seguidos pela polícia, que flagrou os três, horas antes de serem ouvidos, reunidos no escritório do advogado de Olarte.
Lamentável, o cumulo da pilantragem...
José Tolentino
Editor do Jornal da Cidade Online



                       https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

José Tolentino

Jornalista. Editor do Jornal da Cidade Online.