Clima reduz produtividade do café em Minas Gerais

O Brasil é o maior produtor mundial de café e nesta safra vamos produzir mais ou menos café? Produziremos menos café. No ano passado geramos 45 milhões de sacas de café de 60 kg, e nessa próxima safra a previsão aponta para 43,7 milhões de sacas. O motivo? Clima reduzindo a produtividade em Minas Gerais.
E como foi o mercado do café, mês passado, em Nova Iorque? Terminou recuperando perdas nos preços. Fortes chuvas no Brasil e pressão da alta do dólar atuam no jogo das bolsas e das decisões dos compradores.
Mas o que compradores precisam considerar é a instabilidade política brasileira, a dificuldade ampliada para os produtores obterem crédito nos bancos e isso deverá gerar diminuição no uso da tecnologia. Um exemplo está no Cerrado mineiro onde praticamente 90% da colheita já foi realizada e ainda metade dos produtores não fecharam suas compras de insumos.
Portanto, clientes brasileiros, a instabilidade política, a insegurança, o aumento da burocracia nos contratos de crédito e a provável diminuição da produtividade deverá atuar como aumento dos preços do café, lá na frente, na próxima safra.
José Luiz Tejon Megido
Conselheiro Fiscal do Conselho Científico para Agricultura Sustentável (CCAS), Dirige o Núcleo de Agronegócio da ESPM, Comentarista da Rádio Jovem Pan.  


                                     https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.