Só Poesias: Estou amando

Meu amor quando você chegou, me pegou cantando, como sempre, eu pensava na vida completamente distraído.

**Estou amando** 
Meu amor
quando você chegou, me pegou cantando,
como sempre, eu pensava na vida
completamente distraído.
E você entrou sem bater e foi ficando.
Eu não dei de conta que você chegava
aos poucos fui sentido a minha vida mudar
O céu se fez mais colorido de azul infinito
o Sol parecia estar pintado a mão, lindo.
As estrelas eram como diamantes brilhando
deitadas no negrume imenso da noite.
Tudo de repente se tornava bonito demais.
A lua, invadia sorrateiramente os meus olhos,
que notei aos poucos ter um brilho diferente,
eu já não me sentia carente
e de certa forma renasci quase sem perceber,
só aconteceu e eu me vi tomado de alegria
notei uma imensa vontade de viver.
Tudo agora fazia sentido eu estava amando você.
Nem te perguntei de onde você veio, pra que?!
Se só acrescentou em minha vida antes vazia
quer saber, estou amando amar você.
*Joe Luigi* 

Sou apenas...promessas de amor!
Escrevo às vezes
Simplesmente para rasgar o silencio
Da solidão das noites de insônia... Sem sonhos...
Talvez para contemplar as estrelas e
Esta lua fascinante de Misteriosa beleza transcendental...
Ou quem sabe ser testemunha de um novo nascer do sol...
Momento em que todas as esperanças renascem
Num novo dia...
- Sol brilhante em eterno dia -
Serei eu uma rosa que se abrirá após o orvalho
Das madrugadas sem fim... Trazendo o perfume
Inebriante das manhãs primaveris...?
Então descubro que sou apenas poesia
Versos escritos por ti poeta...Sou apenas promessas de amor...!
*celina vasques*

EU AMO VOCÊ
Eu amo a vida
E os segredos que ela tem.
Sem eles...
Nenhum prazer há. 

Amo a vida incontida,
Seguida de bênçãos.
Meus pensamentos fluem,
Sem nenhum constrangimento. 
Vivo essa vida, sentida.
Vivo cada dia sem arrependimento,
Dentro de mim uma esperança
Inocente como uma criança. 

Amo cada momento, cada instante.
A natureza e a beleza das flores,
Os amores que vivi.
Os desamores que sofri. 

Amo, eu amo...
Eu amo você,
Que sabe me entender.
*Rubens Corazza* 

Eu sou o que sinto
mas o que sinto
não me pertence 

Só me faz ser:
me possui... ! 

Dentro de mim
o Universo... 

Mas nada é meu
nem as palavras
que te escrevo... 

Pra te não dizer
que te Amo...
*Concha Maria*

Nos teus olhos,
Um mapa louco riscado
Sobre o mundo. 

No teu olhar,
As asas de um voo
Que rasgam o céu
E desenham loucura
Entre as nuvens. 
Quando o que tu vês
Toca no que eu vejo
Voo, viajo, parto
Para um outro mundo
Do qual levo mil anos
A decifrar.

Do outo lado,
No local em que as tuas
Pálpebras se fecham, afundo-me
Na tua profundidade e, já no centro
Das tuas pupilas, alucino por sentir-me
Bem dentro de ti.
*RP/Rogerio Carreira*

Coração poético
Um coração poético,
funciona como um receptor,
tudo e todas as coisas lhe dizem algo,
como um ima de atração,
sente vê o invisível,
alcança o inatingível...
Por isso ele se põe a escrever,
tudo o que recebe na sua visão,
ele recolhe no coração,
para depois semear
a todos a suas emoções,
criadas no seu intimo
com muita dedicação e amor...
*Cláudio Domingos Borges*

**VITICULTORAS**
Ouvi dizer que viticultoras
São mulheres tintas
Que moram no sul
Nascidas do vinho,
Quando ainda são uvas amassadas,
E da enlevação
Que toma conta do juízo.

Depois ouvi dizer que poetas
São homens sem cor
E sem norte
Que habitam
Os sonhos das viticultoras
Enquanto elas colhem uvas
E destilam o vinho.

Diante disso
Desejei ser imensamente poeta.

Mas acabei por ser apenas um homem:
- Apaixonado
E enfermo de mim mesmo.
*Oswaldo Antônio Begiato*

Inusitado
E o inusitado acontece
não há preparação,
aceita se ou não coisas da vida.
Não mais que de repente
o mundo, tudo
muda de lugar.

Não sou mais eu,
limitações a me rondar
muito há de
se mudar.

E o inusitado acontece.
Com mudanças ou não,
a meta é não
se entregar.
Sorrir para vida,
receber o sorriso
de volta.

Coisas da vida;
é necessário aceitar.
Se doar em palavras,
em gestos e ações
independente da dor,
o sorriso é preciso.
Amar e acreditar.
*Elisabeth Gl. da Conceição*

Mulher Madura
Não tem tempo pra sofrer
muito menos pra chorar
a mulher madura tem urgências
urgências de amar
não se prende a tolices
nem tão pouco se deixa levar
caso isso aconteça
nem deixa lágrima rolar
vive intensamente
cada minuto de sua vida
sabe que cada segundo
é seu ponto de partida
Não é frívola, nem tão pouco volúvel
mas sabe dá valor
sem nenhum engano
os momentos são intensos
os amores desenganos
mas nem por isso se deixa levar
faz no seu momento
o seu modo de amar
Se der certo tudo bem
se não deixa passar
em uma outra oportunidade
ela volta a se apaixonar.
*Rosane Silveira*

Presente
A vida me deu um presente
E nesta longa espera
Não me sinto mais carente
Trouxe-me ao nascer
De um novo dia
Uma grande alegria
O teu sorriso repleto de magia
O brilho intenso do seu olhar
Mostrando-me que para o amor
Não existe tempo, hora ou lugar.
Temos que ter fé e acreditar
Pois hoje tenho você para amar!
A vida me deu um presente...
Você meu amor! Eu te amo!
*?n?ré ?.?*

LENDAS DO AMANHECER
Final de tarde.
Meio primavera, meio verão.
O canto de núpcias da cigarra
envolve a mata e ultrapassa
os limites da exaustão.
Cala-se a noite ante a simplicidade do ser:
pobre cigarra que vive a morrer de amor.
 *©rosangelaSgoldon*

Estruturas
E se fôssemos feitos de seda
E escorregássemos por entre corpos sedentos
No movimento forte de Aida
Delicadamente estruturando o vento.

E se fôssemos apenas um tricô
Passaríamos a linha por entre os ombros nus
E então teceríamos só amor
E deixaríamos o sol passar entre as tramas de luz.

E por fim se fôssemos uma maquina de costura
Escolheríamos o ponto certo no exato tecido
E assim esvoaçássemos os retalhos a qualquer altura
Sem que as linhas e os pontos o tenham estremecido.

Mas somos somente linhas invisíveis
Num desejo secreto de um Deus infinito
E acima de qualquer plano impossível
Sobrevivemos a um tempo inóspito e restrito
Sem explicação plausível
Há nenhum grito.
*Iatamyra Rocha*

ME BEIJA!
Me beija com doçura!
Tem um olhar atraente
Em ti me afogo em uma
Viagem ao infinito!

Gosto dos teus beijos
E de suas mãos me
Acariciando!
Suaves ou selvagens!

Juras de amor infinita em
Um doce e terno momento
Deixo meus versos contados
Em palavras de amor!

E com nossos beijos quentes
Ouvindo sua voz rouca de emoção
Unindo nossos lábios em um
Apaixonado abraço!!!
*Nancy Amorim*

Maria Catherine Rabello

Pernambucana, amante da poesia. “Amo minha vida e todos que fazem parte do meu mundo. Poesias são sonhos vividos, lembrados ou desejados. Poesia acalenta a alma e o coração. Sonhar é viver, viver feliz! Amo poesias, poesias de amor sempre! Sou sonhadora e feliz. Meus rabiscos são meus segredos, meu baú de sentimentos. Apresento lindas poesias de muitos corações iguais ao meu. Amar sempre!