Ministro da Justiça vira ‘xerife’ e quer ‘homem de confiança' no comando da PF

O recém empossado Ministro da Justiça, Eugênio Aragão, está buscando um delegado da classe especial para substituir o atual Diretor-Geral da Polícia Federal Leandro Daiello.

O xerife, pelo que parece, veio com a disposição de atender aos interesses voltados para encabrestar a Polícia Federal.

Que assim seja...

A CF lhe garante esse prestígio, e o Regimento Interno da PF determina as competências de seu Diretor-geral, a saber: "O Diretor-geral da Polícia Federal promove a execução das atividades, ações e operações da instituição, ao mesmo tempo em que deve também promover a execução das diretrizes de segurança pública estabelecidas pelo Ministro da Justiça". 

Só duvido que consiga. Se tentar é prenúncio de mais uma grave crise. A PF não irá se submeter aos caprichos de quem quer que seja.

Uma postura inequívoca de quem quer decidir o que faz e o que não faz a PF daqui pra frente.

Isso vai desencadear uma forte reação da instituição.

A autonomia da Polícia Federal não pode ser confundida com os interesses ‘interna corporis’, muito menos com interesses pessoais de incumbentes de cargos públicos.

JM Almeida

                                     https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

JM Almeida

João Maurino Sernaglia  Almeida Filho. Bacharel em Ciências Econômicas e Ciências Jurídicas. Professor liberal de Matemática Financeira Aplicada. Investigador da Filosofia. Investigador Criticista/Racionalista