Só Poesias: **Por Nome Mãe**

Aqui quem fala Tem por nome mãe. Não sou desconhecida, Mas sim sua amiga.

**POR NOME MÃE**

Aqui quem fala

Tem por nome mãe.

Não sou desconhecida,

Mas sim sua amiga.

Por isso quando pedir conselhos,

Não sinta vergonha, nem medo,

Pois não sou um brinquedo,

Uma boneca que não pode abraçar. 


Não nasci sabendo todas as coisas.

Todas as coisas eu não sei.

Mas o que aprendi no decorrer da vida,

Pode ajudar-te quando não estiver feliz. 


No meu ventre fez morada,

No meu coração construiu uma nova casa. 


Como deixar de te amar,

Se você faz parte dos motivos

De agradecer por estar viva

Sempre que abro meus olhos? 


Não tenho palavras para dizer

O amor que sinto por você.

Mas tenho amor suficiente

Para ao seu lado estar

Nos momentos mais difíceis. 


Na vida temos provações:

Na água,

Tempestade,

Logo passa.

No fogo,

Feri a alma,

Edifica o corpo,

Limpa a casa. 


Quem passa recebe medalha.

Quem para, sente sede, mas nada.

*Anderson Gouvêa*


**MÃE...**

Mãe

Mãe é beijo que cura

abraço que sara nossos medos

mãos que nos protegem, encaminham.

Mãe

É a amiga mais verdadeira que temos

guarda nossos segredos em silêncio

sábia, nós dá conselhos para o bem

Mãe

é mulher em forma de anjo sem asas

se preciso, nos toma nos braços

vôa conosco nos livra dos perigos

mesmo que suas asas estejam feridas

Mãe.

teu colo de aconchego tem seu perfume

tens o cheiro delicioso de colo de Deus

mãe é realmente um anjo disfarçado de mulher

Mãe é uma enorme partícula de Deus.

*Joe Luigi*


MULHER

Tu que és o celeiro do mundo;

trazes em teu santo ventre,

as sementes do amanhã.


Parindo em dor,

sorri diante da tua criatura,

que geraste em nove meses de amor.


Olhas o teu homem

com amor terno e desmedido,

fazendo dele um rei mui querido.


Cuidas das tuas crias

com desvelo e carinho,

para que um dia

as coloque a voar fora do ninho.


Tu sabes avaliar as horas melhores

para a semeadura, a rega, o nutrir,

o plantar e colher os frutos,

sejam doces, amargos

ou até mesmo em decomposição...


Com o coração em prantos,

tu os devolve à mãe terra,

para a sublime transformação.


És do Amor, a a eterna semeadora!

*Guida Linhares /Margarida Salvadori Linhares *


**Mãe**

Na certeza do seu carinho

Na beleza do seu ser

Quero sempre te agradecer

A força e o seu amor na paz

Do meu ser encontrado...


Sei que não existe distância

Sei também que o seu amor

Por mim é incondicional,para

Tirar do meu caminho todo mal


Grande será sua estrada

Levando consigo tudo aquilo

Que foi doado,não posso

Assim esquecer desse tempo

Que por ti foi sempre amado...


Hoje separadas por corpos, mais

Entendendo que na eternidade o

Tempo é totalmente diferente..

Deixando assim tão claro que o

Amor de mãe no eterno coração

Ele é encontrado...


Sejas feliz a cada passar do tempo

E em minha memória ficará sempre

Registrada sua palavra de força,fé e

Esperança...


Feliz dia das Mães,meu grande e eterno

Tesouro...

*Vânia Feijó*


**mãe...**

flor de tília perfumada,

que embala o berço do amor...


rosa sangue amargurada,

que lambe dos olhos a nossa dor...


trepadeira desenfreada,

que nos contorna num abraço protector...


flor de liz, imaculada,

que é um forte, uma jangada,

vela por ti na madrugada,

num barco à vela interior...


flor coragem,

flor viagem,

voas nas asas do condor,

quando a cria tão amada,

suspirou sem ser por nada,

já lá está o teu calor...


mãe...


meu embalo, meu abrigo,

eu vou estar sempre contigo,

o teu colo eu sei de cor...

minha mãe,

meu amor...

*Rosa Martins*


**MÃE **

Que saudades de ti 

Fazia traquinices 

Olhavas-me docemente 

Com teu olhar presenteiro 

Repreendias-me severamente 

Ensinaste-me o que sabias 

Como eu fora teu amor primeiro 


Recordo-te sempre 

Em especial nesta data 

Como uma heroína. 

Tua alma está livre... 

Teu corpo jaz noutra morada 

Tua linda imagem 

Será sempre velada 


Sinto a tua companhia 

És o meu anjo da guarda 

Andas comigo noite e dia 

Por vezes sinto-me só 

Mas nunca me senti abandonada 

Lembro-me dos teus cabelos 

Brancos e belos 

Fios de pura prata 

Autêntica filigrana 


Lembro-me dos teus carinhos 

Mão firme e sedosa 

Sentia em ti segurança 

Firmeza na tua voz melodiosa 

Segurança de matriarca 

Com profecia bem amarga... 


Herdei o teu carisma 

O teu brasão 

O teu sinal 

A tua marca 

A tua espada 

Que não conseguiu vencer 

A batalha final 


Os heróis... 

Não são os que uma vez venceram 

Os heróis... 

São os que diariamente lutam 

Para viver um dia de cada vez 

Com intensidade 

Eternizando cada segundo 

Em cada hora ou minuto 

Como se fosse a última vez 

Que levantam a sua espada 


Espada de vida 

Prestes a ser vencida 

Os heróis... 

Jamais se esquecem 

Sinto falta de ti... mãe 


Deixo na tua morada 

A luz de uma rosa amarela 

Era para ti e é para mim 

A rosa mais bela... 


Ao escrever este poema 

Não suportei a lembrança 

Chorei... 

Sinto muito a tua ausência... 

Minha querida Mãe. 


Até Ontem 

*Ana Rosa *


MÃE!

Reverenciamos todas as mães em orações...

E a homenageamos em todos os lugares...

Senhora de todos os lares

Por tudo que somam e representam...

Do teu ventre a vida...

Do teu seio o alimento...

A seu faminto rebento...

No teu colo abrigo a todo o momento...

Mãe... sinônimo de amor...

Que sempre busca o melhor...

Mãe ...esposa , amante, amiga, profissional...

Seja o que for. Está sempre ao nosso redor!

E o mundo fica sempre em flor...

Pois pra tudo dá cor e sabor...

Mãe ...Mulher instinto ...Labirinto...

Mulher absinto!

Ah...mulher!

Todo teu ser...

É um constante bem querer...

E em ti está todo o poder!

Coração de mãe...

Genuína doação...

Eis me aqui pedindo sua benção...

Pela sua eterna dedicação...

Aceita aqui os beijos mãe...

Daquela que foi moldada por ti...

E por ti se sente guardada

E eternamente amada...

*Carmen Cecília*


**Mãe**

Figura por tantos definida

Vida que exprime a própria vida

Mãe explanada em versos e prosa

Figura abrilhantada imantada por Deuses 


Pra si atrai todo amor e dores do mundo

Mãe possui mesmo um imã dourado

Um ser iluminado como um anjo

Acalento com colo perfeito 


Que nos faz adormecer nos braços do céu

Num leito perfumado com sua fragrância de mel

Mãe o mais doce amor do planeta

A vestimenta mais perfeita da mulher 


O feminino em forma de flores

O poema mais bonito e requintado

Feminina flor em amor banhado

Legitimado em ouro dourado 


Mãe é mais que uma simples palavra

Mãe é o mantra do mundo 

É o manto do universo que nos cobre

A magia do amor mais profundo 


O amor mais verdadeiro e incondicional 

Explicitamente infinito em vida e partida

Artéria que sangra a menor ferida 

Do filho querido 


Fera que alucina em defesa da cria

Mostra as garras ao sol poente

Adoece e morre com o filho doente

Mãe onipresente 


São como as rosas e seus espinhos

Só que os seus são de carinho

Mães lindas como as violetas

Mãe e filho simbiose perfeita 


Mãe é nossa redoma de vidro

É nossa galáxia espiral

Cristal mais precioso

Esse ser divinal!

* Sonia Gonçalves* 


**Mulher especial**

Tão especial quanto. 

o ar

límpida como as águas

do mar.

Pensamentos transparentes,

amor envolvente

és MÃE.

Nosso aconchego, nosso tudo

mãe rainha, guerreira

que sonha, que ama

seus filhos acima de

tudo, por eles

sempre a lutar.

Mulher que chora sem

ninguém perceber,

um sorriso nos lábios

sempre a envolver.

Ímpar, sem igual

em sua complexidade,

mães de todas idades.

Mulher especial.

*Elisabeth Gl. da Conceição*


**MÃE**

A Mãe é para nós, aquele ser mais querido

Que nos trouxe a este mundo a claridade

Que um bom filho fala e recorda comovido

E da qual sempre se lembra com saudade


Mãe que perdoa mágoas ao filho estremecido

Reencaminhando-o pelo caminho da verdade

Tantas vezes vive no pavor de o ver esquecido

Na rede das regras absurdas da nossa sociedade


Afaga-nos o rosto, sempre com amor e ternura

Cuida de todas as nossas feridas com brandura

Mãe é um amor maior, presente a cada segundo


Recordo a minha que cedo perdi, com amargura

O ser que mais falta me fez, mal que não tem cura

Mulher-mãe, um ser igual a ti, não há no mundo

©*Catarina Pinto Bastos*


**Dia da Mãe**

Porque somos extensões de vida

da vida que no ventre carregamos

porque amamos e seguramos

quem de nós precisa

porque somos âncora e terra firme

o vento que desliza

nos cabelos dos petizes

Porque somos MÃES!

Nem sempre perfeitas

eternas aprendizes

quantas lágrimas secretas

derramamos

por esses pedacinhos de gente

a quem amamos

*são reis*


**FLOR DE LIS**

Mamãe,

Um dia vou mergulhar neste infinito eterno

Com a alma cheia de esperança

Deitar no seu colo feito criança

Sentir seu perfume de flor de lis

E num instante supremo

Voltar a ser feliz!

*Teresa Improta Monnier*

Maria Catherine Rabello

Pernambucana, amante da poesia. “Amo minha vida e todos que fazem parte do meu mundo. Poesias são sonhos vividos, lembrados ou desejados. Poesia acalenta a alma e o coração. Sonhar é viver, viver feliz! Amo poesias, poesias de amor sempre! Sou sonhadora e feliz. Meus rabiscos são meus segredos, meu baú de sentimentos. Apresento lindas poesias de muitos corações iguais ao meu. Amar sempre!