Na tentativa de sair do ‘vermelho’, Correios decidem pôr fim ao e-Sedex

Após dois anos de enormes prejuízos, estimados em 2,1 bilhões de reais em 2015 e 2 bilhões de reais neste ano, os Correios para tentar melhorar a sua situação em 2017, resolveram extinguir o serviço de e-Sedex.

A notícia surpreendeu o e-commerce, pois o serviço oferecido pela estatal é considerado a principal alternativa para entrega rápida de encomendas no varejo online.

O fim do e-Sedex irá possivelmente inviabilizar os serviços dos pequenos sites, aqueles com uma média abaixo de cem entregas por dia, que certamente não conseguirão ter acesso a uma transportadora privada.

Apenas os grandes varejistas do setor sobreviverão.

da Redação