O grampo e a flagrante confissão de Lula (Ouça o áudio)

06/01/2017 às 17:54

Tantas coisas aconteceram no Brasil nos últimos tempos, que retomando a análise do vasto material colhido pela Polícia Federal, que chegou ao conhecimento da imprensa, encontramos uma confissão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que pode efetivamente resultar em mais uma grave denúncia.

Numa conversa com o então ministro da fazenda Nelson Barbosa, Lula reclama da devassa que a Receita Federal e a Polícia Federal estavam fazendo no Instituto Lula.

A confissão vem justamente no minuto 1:20 da gravação.

Lula diz: ‘Se eles fizessem isso (fiscalizassem) com meia dúzia de grandes empresas resolviam o problema de arrecadação do Estado’.

Nelson Barbosa responde balbuciando: ‘hum, hum’.

E Lula complementa, “eu acho que eles estão sendo ‘FDP’ demais”.

Isto é, nada mais, nada menos, que uma flagrante confissão do crime ‘prevaricação’.

Lula foi presidente da República e, pelo que diz no grampo, sabia que se fiscalizasse ‘meia dúzia de grandes empresas’, resolvia o problema de arrecadação do Brasil.

Fica o questionamento: porque não o fez?

É óbvio que levou alguma vantagem.

É evidente que, no mínimo, prevaricou.

Amanda Acosta

redacao@jornaldacidadeonline.com.br


Ops! Não foi possível realizar sua inscrição.

Inscrição realizada!

E-mail inválido