Porta giratória de banco deixa gaúcho sem bombacha (veja o vídeo)

26/01/2017 às 13:08

As tais portas giratórias dos bancos continuam causando problemas e expondo pessoas ao constrangimento.

Em Porto Alegre, um gaúcho 'pilchado' (vestido com a indumentária tradicional da cultura gaúcha), após ser impedido de entrar numa agência do Banrisul, teve que ficar de cueca para adentrar o interior do estabelecimento bancário.

Indignado ele entrou com ação e o banco acabou condenado a pagar uma pequena indenização de R$ 3 mil reais, por danos morais.

O autor do processo alegou que ao entrar 'pilchado',  ficou trancado na porta giratória, que bloqueia a passagem para quem passa com objetos metálicos no corpo. Começou neste momento uma discussão entre o segurança do banco e o cliente. Foi constatado que o motivo da porta não permitir a entrada era a fivela metálica que segurava a bombacha.

Foi então condicionada a entrada do cliente à retirada do cinto, o que acabou provocando a queda da bombacha e deixando o autor ficar de cuecas enquanto passava pela porta para ingressar no banco. 

Durante o incidente houve discussão entre o autor e o segurança da agência. O cliente, idoso, alegou que o segurança o chamou de 'velho bobalhão' enquanto discutiam pela entrada no Banrisul.

Veja abaixo o vídeo.

da Redação

Fonte: TJRS


Ops! Não foi possível realizar sua inscrição.

Inscrição realizada!

E-mail inválido