Jornalistas brasileiros que realizavam matéria sobre a Odebrecht são sequestrados na Venezuela

12/02/2017 às 06:25

Aquele país elogiado internacionalmente por Lula pelo ‘excesso de democracia’ - uma tal de Venezuela —, SEQUESTROU neste sábado, 11 de fevereiro, dois jornalistas brasileiros: Leandro Stoliar e Gilzon Souza, da Record TV.

Os jornalistas foram presos pelo Servicio Bolivariano de Inteligência Nacional (SEBIN) enquanto realizavam uma matéria sobre suposta roubalheira da Odebrecht em obras no Lago de Maracaibo, na província venezuelana de Zulia, que teria beneficiado com propinas milionárias os ditadores Huho Chàvez e Nicolás Maduro.

Até o presente momento, nem o presidente da República, Michel Temer, nem José Serra, titular do Ministério das Relações Exteriores, convocaram o embaixador do Brasil em Caracas para as devidas explicações.

A pergunta é: até quando o Brasil manterá relações diplomáticas com uma republiqueta pelega e falida da América do Sul que está matando seus cidadãos de fome para sustentar um tal ‘Bolivarianismo’?

Não acho que o cerne da questão seja a liberdade de expressão.

Neste momento, trata-se de um país ditatorial que SEQUESTROU DOIS CIDADÃOS BRASILEIROS. No entanto, profundo é o silêncio no Palácio do Planalto e no Palácio Itamaraty.

#ÉaLama

Helder Caldeira

Ops! Não foi possível realizar sua inscrição.

Inscrição realizada!

E-mail inválido