Tchau, querido!

Um dos mais inexpressivos parlamentares que Mato Grosso do Sul já conheceu, vai perder o mandato, o foro, o lenço e o documento.

Envolto em denúncias de corrupção, Elizeu Dionisio andava tranquilo, esbanjando o seu foro privilegiado e a sua soberba, pois exercia o mandato de deputado federal, como suplente do secretário de estado Marcio Monteiro.

Com a anunciada exoneração de Monteiro, o menino perverso vai para a rua da amargura, onde ávidos oficiais de justiça o aguardam.

Tchau querido!

Lívia Martins

[email protected]