Perdão de Papa a padres pedófilos é um ultraje

27/02/2017 às 19:11

No silêncio pernicioso da Basílica de São Pedro, no Vaticano, o Papa-canhoto decidiu reduzir e/ou anular sentenças condenatórias contra sacerdotes da Igreja Católica que abusaram sexualmente de crianças e adolescentes.

Com franqueza, isso é ultrajante, um acinte!

Não é questão de conservadorismo ou liberalidades... Estamos falando de CRIMES cometidos por padres doentes que usam a batina para FAZER SEXO com CRIANÇAS.

Reitero: são CRIMINOSOS DOENTES. Mas, receberam a ‘clemência’ de Sua Santidade.

Tempos bizarros... que fase...

Helder Caldeira 

Fonte: O Globo (veja aqui)


Ops! Não foi possível realizar sua inscrição.

Inscrição realizada!

E-mail inválido