Com medo de ‘recepção’ no aeroporto de Campo Grande, Marun fica em Brasília

16/03/2017 às 21:08

Um covarde em dose dupla, esse deputado que preside a comissão de reforma da previdência.

Primeiro porque está traindo o povo que o elegeu, atuando manifestamente em prol de interesses escusos e contra a sociedade.

E isso não vem de hoje, basta dizer que foi um dos mais ardorosos integrantes da tropa de choque do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha.

Novamente covarde, porque com passagem marcada para Campo Grande, desistiu de voar ao saber que o povo lhe preparava uma animada recepção.

Esse é Carlos Marun, um político inescrupuloso, bate pau do ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, outro envolvido em inúmeras falcatruas, e fiel militante do grupo mais perverso já visto em atuação na Capital federal, a tropa de choque de Cunha.

Lívia Martins

liviamartins.jornaldacidade@gmail.com

Ops! Não foi possível realizar sua inscrição.

Inscrição realizada!

E-mail inválido