PF leva Jorge Picciani sob vara

29/03/2017 às 07:40

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro acaba de ser conduzido coercitivamente pela Polícia Federal.

Trata-se de uma nova operação denominada ‘Quinto de Ouro’, que investiga um esquema de pagamentos de vantagens indevidas que teria desviado uma fortuna dos cofres públicos, deflagrada nesta quarta-feira (29).

Alguns conselheiros do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro também são alvos da operação.

Cerca de 150 agentes estão trabalhando no cumprimento de mandados de prisão, busca e apreensão e bloqueio de bens.

Jorge Picciani é indubitavelmente uma das figuras mais malévolas da política carioca. Ocupa a presidência da Alerj pela sexta vez, sempre utilizando o cargo para atividades inconfessáveis. É pai do atual Ministro dos Esportes, Leonardo Picciani, aquele que apoiou Dilma até o final, mas que no dia seguinte, após o impeachment, já acariciava Michel Temer. Uma bela dupla!

O Tribunal de Contas do Rio de Janeiro, por sua vez, terá que paralisar as suas atividades. Cinco conselheiros, de um total de sete, tiveram a prisão preventiva decretada.

São alvos de prisão preventiva os conselheiros Aloysio Neves (atual presidente); Domingos Brazão, José Gomes Graciosa, Marco Antônio Alencar e José Maurício Nolasco. 

Estaremos acompanhando e voltaremos com mais informações neste mesmo link.

da Redação

Ops! Não foi possível realizar sua inscrição.

Inscrição realizada!

E-mail inválido