A bela história da mulher que vive o seu dia-a-dia cercada pela bandidagem

30/03/2017 às 06:39

Essa mulher significa o diferencial entre um servidor concursado e aquele que chega a algum cargo por indicação política.

Marianna Montebello Willeman ingressou no Tribunal de Contas do Rio de Janeiro através de concurso público para o cargo de procurador.

Em 2015, abriu-se uma vaga de conselheiro, que por força de lei era exclusiva para procuradores. Apenas quatro procuradores, entre os seis do TCE-RJ, possuíam as condições necessárias exigidas para disputar a vaga. Marianna venceu.

Na devassa realizada pela Polícia Federal no Tribunal de Contas do Rio de Janeiro, apurou-se que todos os conselheiros estavam envolvidos em falcatruas e corrupção. Apenas uma exceção, aquela que ingressou no órgão através de concurso público, Marianna Montebello Willeman.

Os demais conselheiros, todos ex-políticos, guindados ao cargo através de negociações e negociatas, estão presos, acusados das mais estapafúrdias condutas ilícitas.

Entendeu a diferença?

Gonçalo Mendes Neto

redacao@jornaldacidadeonline.com.br

Ops! Não foi possível realizar sua inscrição.

Inscrição realizada!

E-mail inválido