Petistas recebem orientação para intensificar comparação de Lula a Jesus Cristo

14/04/2017 às 04:55

Aproveitando a semana da Páscoa, a ordem é comparar o que aconteceu com Jesus Cristo com o que ora acontece com Luiz Inácio Lula da Silva.

Uma infame demonstração de que os petistas são sem limites e com a percepção de que a prisão do criminoso é um clamor nacional, tentam de tudo para demover às pessoas, até mesmo esse tipo de comparação absurda.

O post abaixo é um claro exemplo: 

 

Na sequência, os comentários da militância reforçam o conteúdo postado, vejam alguns:

'2000 anos depois, numa semana santa, agora eles querem a cabeça de Lula'. 

'Amanhã é dia das gentes de bem da sociedade comerem peixinho santo, em respeito àquele barbudo socialista que viveu há uns 2000 anos, pregava a Justiça Social e dava o peixe a todos os famintos, sem exigir ensino de pesca e sem meritocracia. A partir de segunda essas mesmas gentes de bem da sociedade retornam à vida normal, babando seu ódio visceral contra qualquer um que represente perigo aos privilégios dos quais se julgam merecedores. Sorria, Dona Hipocrisia! É Páscoa!'

'Analisando o Evangelho da Missa domingo passado, Domingo de Ramos, Jesus entrou triunfante e sendo louvado em Jerusalém. Menos de 5 dias depois foi crucificado com o povo gritando: Soltem Barrabás e crucifiquem Jesus. Em outras palavras preferimos o bandido ao Salvador e isso influenciado pelos ‘sacerdotes’.

'Agora não tem mais coxinhas nem mortadelas ... somos todos bananas ...'

Uma demonstração clara de que esse pessoal é capaz de tudo. Até mesmo esse tipo de comparação.

Estão ensandecidos e atiçados pela cúpula petista e pelo próprio ‘chefão’. 

Esse grupo restrito de pessoas, ainda continua absolutamente ‘cego’ e tem em Lula o líder e ‘a alma mais honesta do Brasil’. São em sua maioria, verdadeira massa de manobra, inocentes úteis utilizados com sabedoria pela bandidagem.

Amanda Acosta

amanda@jornaldacidadeonline.com.br

Ops! Não foi possível realizar sua inscrição.

Inscrição realizada!

E-mail inválido