Delação de Cunha ‘explodirá’ o mundo empresarial

O ex-deputado Eduardo Cunha percebeu que só conseguirá diminuir sua temporada na prisão com uma deleção premiada.

Setores do Ministério Público já chegaram a admitir que preferem Cunha preso e que uma eventual delação só poderia ser negociada caso tivesse novos ingredientes e revelações inéditas.

O ‘Painel’ da Folha de S.Paulo garante que Cunha, já no seu limite, ameaça ‘explodir o mundo empresarial’. 

Segundo um parlamentar, amigo de Cunha, o material que ele possui deverá jogar definitivamente a lona, os ‘gigantes’ do setor de carne, já abalados com a Operação Carne Fraca.

Supõe-se que a BRF seja o principal alvo das ameaças de Eduardo Cunha. 

A empresa, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, dona das marcas Sadia, Perdigão e Qualy, ficou comprometida com a divulgação de um áudio onde seus diretores tratam de assuntos envolvendo bactéria, propina e exportação vetada (veja aqui).

São cenas para um próximo e empolgante capítulo desse mundo de orgia e corrupção que há décadas domina o Brasil.

da Redação