Zanin, um sujeito sem a mínima postura ética para o exercício da advocacia

Está circulando na internet um abaixo-assinado pedindo a cassação do registro na Ordem dos Advogados do Brasil de Cristiano Martins Zanin, o mal educado, petulante, grosseiro e desequilibrado advogado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A rigor, se a OAB fosse uma instituição que fiscalizasse com denodo as atividades de seus membros, por certo que figuras como Zanin seriam fatalmente expurgadas dos quadros da entidade.

O advogado adota uma postura de moleque e delinquente, que evidentemente não condizem com a grandeza da causa que atua.

Cristiano Zanin na realidade faz o jogo para agradar o PT, sem qualquer compromisso ético e moral com a advocacia.

O fanfarrão busca tão somente se fortalecer junto aos petistas para ser guindado ao cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), numa sonhada hipótese de Lula conseguir se safar de seus crimes e, assim, disputar e vencer as eleições de 2018.

Para tanto, nada melhor do que afrontar o juiz Sérgio Moro, transformando-o num inimigo e desrespeitando as bases mais elementares de convivência institucional.

O castigo será bastante dolorido...

Zanin jamais conseguirá o seu intento e o envolvimento de sua banca nas práticas criminosas de seu principal cliente será plenamente elucidado, notadamente com relação a seu sócio e sogro Roberto Teixeira, que assumiu, por diversas vezes, a condição de ‘laranja’ de Lula.

O revés será cruel e Zanin fatalmente perderá a pose, a arrogância e, quiçá, sua carteira de advogado.

Quem viver verá!

Gonçalo Mendes Neto

[email protected]