Atitude mais digna para Michel Temer é a renúncia

O presidente Michel Temer acaba de perder qualquer resquício que tinha de credibilidade para continuar governando o Brasil.

A delação dos donos da JBS, a maior produtora de proteína animal do planeta, é uma ‘bomba’, extremamente devastadora e que incrimina frontalmente o presidente da República.

Michel Temer foi gravado incentivando o empresário Joesley Batista a continuar pagando uma mesada ao ex-deputado Eduardo Cunha e ao operador Lucio Funaro para continuarem calados na prisão. 

Temer indicou o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para resolver um assunto da J&F (holding que controla a JBS). Posteriormente, Rocha Loures foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil enviados por Joesley.

O presidente, diante desses fatos, não tem mais condições morais para continuar a frente da presidência da República.

Está extremamente desmoralizado e as reformas colocadas como fundamentais para a retomada do crescimento não passarão.

Temer, pelo bem do Brasil, caso ainda tenha algum resquício de civilidade, tem que renunciar.

da Redação