Uma pitada na eleição da OAB...

Já ouvi muita gente falando que o candidato A ou B é isto ou aquilo, que tem defeito de caráter ou é uma pessoa interesseira em seus problemas e em se "dar bem" financeiramente na advocacia...só não vejo ninguém falando e condenando alguns tópicos que considero de total importância para o futuro da advocacia:
- Triagem de pessoas assistida pela Defensoria Pública - ao que sabemos a defensoria continua aceitando defender pessoas sem fazer uma checagem em seu patrimônio ou em sua declaração de imposto de renda, o que leva a diminuir o mercado do advogado, pois ao defensor deveria ser encaminhado apenas pessoas sem condições financeiras. Isto atrapalha o exercicio da advocacia e faz do advogado militante um mendigo.
- Condenação ao sistema que querem implantar de Mediação obrigatória, de cima pra baixo, fazendo do advogado um mero "atrapalho" no curso do processo. Este sistema faz as partes irem a uma conciliação antes de começarem o processo e não exige a obrigatoriedade de advogado. O direito do cidadão é tratado como uma esmola do Judiciário,que muitas vezes vai ser ouvido por um estagiário ou um mirim (não duvide).
- A falta de comando de ordem e proposta para que o advogado seja reconhecido como advogado na Justiça do Trabalho, pois juizes trabalhistas desconhecem o Estatuto e não determinam o pagamento de honorários, alegando uma lei de 1970 (creio que o Estatuto da advocacia revogou esta lei idiota) que só autoriza o pagamento de honorários aos sindicatos. Isto é um absurdo e entra ano e sai ano, nada muda.
- A falta de proposta para a assistência ao advogado no processo digital, pois, hoje, o advogado virou refém de um técnico em informática, e, praticamente o profissional tem que viver estressado com os programas que não funcionam corretamente, ficam fora do ar em finais de semana, e mudam ao "querer" do chefe do sistema de informática. Vou dar um exemplo: dias atrás o meu sistema não funcionava, ai liguei no Tribunal de Justiça e me informaram que havia mudado a versão do Java...simples, né!? mas só que isto tem que ser feito em tempo certo, com data marcada, exemplo 1º de janeiro e 1º de julho, assim sabemos que nesta data vai ser modificado o sistema...mas, atualmente além de advogado, o profissional tem que ser técnico em informática e adivinho.
Bom, existem inúmeros problemas, mas, cito somente estes e mais um: não muda nada! e a classe cada dia está mais desunida com show de vaidades e egos, sem pensar que quando um problema afeta um, afeta a todos, e não adianta achar que é amigo de seu fulano ou doutor sicrano vai fazer você ficar imune aos problemas que afetam toda a classe.
Sergio Maidana
Advogado militante em Campo Grande (MS)


                                 https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

da Redação