Lições fantásticas que vida eterna armazena na mémória

Tem gente que nunca parou pra pensar o porquê de uma pessoa aprender um ofício com mais facilidade que outra; a explicação para o que convencionamos chamar ‘prodígios’.

Para as pessoas que entendem a eternidade da vida e a pluralidade das existências, muito mistério cai por terra.

Aprendi com seres realmente esclarecidos que tudo o que se aprende na vida (eterna) fica armazenado na memória. Que a cada mergulho na carne nosso ‘HD’ é particionado novamente, e tudo o que foi aprendido no passado fica coberto por um fino "véu de esquecimento".

Defendo que devemos experimentar mais e mais atividades, tantas quantas for possível, pois só assim corremos verdadeiro risco de encontrar alguma atividade que já desenvolvemos outrora, e de sobre ela retirar tal "fino véu".

Os talentos vão se acumulando na memória, tal e qual os amores nos compõem.

A este tipo de talento "precoce", se o que digo tiver fundamento, pode ser chamado "Conhecimento Latente".

Descubra seus talentos

Feliz Natal!

João Henrique de Miranda Sá

João Henrique de Miranda Sá

Poeta, escritor, escultor, ator, pintor, fotógrafo, idealizador e realizador de elementos arquitetônicos inusitados, objeto e fruto da arte, mais um daqueles que amam e fazem arte, assim como fazem... amor.