Quem não sabe o que acontece dentro de casa, não pode pleitear ser presidente da República

O passista de quadrilha Luiz Inácio da Silva - vulgo ‘Lula’ - diz-se ludibriado pela própria esposa, agora falecida e elevada ao posto de grande organizadora de esquemas e investidora de primeiro naipe, e não sabia nem os documentos que possuía em seu apartamento pessoal.

Ainda que registrado o bom desempenho de ‘Lula’ no depoimento (opinião minha, lembrando tratar-se de processo em sigilo), depreende-se de suas falas que ele não reuniu e não reúne condições mínimas para ocupar a Presidência da República Federativa do Brasil.

Assina documentos sem ler, diz não saber a dimensão daquilo que aprova, cerca-se de pessoas que não conhece e criminosos e não pode confiar nem nos próprios familiares. Como governar um país continental como o nosso e seus 204 milhões de habitantes?

Aliás, pior do que o próprio ‘Lula’ são aqueles que nele votam para o cargo mais importante da Nação. O voto irresponsável é o câncer da democracia.

Precisamos cuidar melhor do Brasil

Helder Caldeira

da Redação